blackcat

Quando se pensa em Gato Preto, o que lhe vem na mente? Provavelmente uma série de superstições e crenças. Uns dizem que é a bruxa que se transformou no gato, outros, que é o mascote dela.  Porém, em algumas culturas, o gato preto é reverenciado, trazendo-lhes boa  sorte.

Havia uma crença na Pérsia antiga que quando alguém maltratava um gato preto estava maltratando um espírito amigo, ou seja, o espírito que foi lhe enviado para fazer-lhe companhia. A superstição que gato preto dá azar surgiu na Idade Média, porque como tinham hábitos noturnos, eram de cor negra, foram considerados seres diabólicos, relacionados a bruxaria.

Os gatos pretos  foram injustamentes acusados no Século XV pelo Papa Inocêncio VIII, por serem pretos (olha o preconceito), foram queimados juntamente com as supostas bruxas.  A perseguição pelos gatos pretos perdurou  até o Século XVI, quando atingiu seu auge. Houve um aumento inesplicável deles pelas ruas. Acreditaram, lógico, que foi ato de feitiçaria. Até hoje, há indivíduos que acham que toda bruxa tem um gato preto.

Algumas pessoas podem desenvolver uma medo patológico de gatos chamado ailurofobia devido às crendices.

Os gatos pretos, geralmente estão presentes em história de terror. Um conto que já virou clássico é “O Gato Preto” de Edgar Allan Poe. Uma história de terror feita em 1843, um conto relacionado à loucura, medo, tortura e lógico, o gato preto.  Para ler o conto, clique aqui. Abaixo segue uma metragem curta baseada no conto.

Anúncios