stephen-king-caricatura

Stephen King hoje está fazendo 62 anos! O mestre do terror, assim chamado, nasceu no dia 21/09/1947, em Portland. Seu nascimento foi inesperado, pois disseram à sua mãe que nunca poderia ter filhos. Quando King tinha dois anos, seu pai (vendedor porta-a-porta para Electrolux )saiu para comprar um maço de cigarro e não voltou mais.

Stephen King começou a escrever em 1959, quando encontrou uma caixa velha com revistas de terror e ficção científica na casa de sua tia. Inspirado em escritores como Howard Phillips Lovecraft, Robert Bloch e Jack Finney, ele começou a escrita de horror e publicou “I Was A Teenage Grave Robber” em quadrinhos.

O escritor se formou no colegial em 1966 e seguiu para a Universidade do Maine em Orono. Enquanto estudava na Universidade, ele conheceu sua mulher, Tabitha Spruce. Ele recebeu o seu bacharelato da ciência em Inglês em 1970, então se casou com Tabitha Spruce, em 1971.

Antes de King ser professor de inglês na escola pública Hamden em Maine, ele trabalhou em uma lavanderia industrial e logo em seguida foi faxineiro. Em 1971, enquanto dava aulas, ele não possuía dinheiro suficiente e assim teve problemas para pagar as contas. Ele sempre escrevia no momento em que não estava trabalhando, até que, em 1974 publicou “Carrie, a estranha”. Este livro virou um sucesso graças a Tabitha, sua esposa, que resgatou-o de uma lata de lixo. Em 1976, é lançado o filme Carrie.

Sua segunda obra foi a “A hora do vampiro”, em 1975. Logo, em 1977, escreveu “O iluminado”, essa história foi baseada no dia em que passaram um final de semana longe dos filhos no hotel Stanley em Estes Park , King achou que o hotel estava cheio de horrores.

Desde então, Stephen King tem publicado mais de 30 “romances”. Ele conta que ao escrever acaba tendo uma série de medo, tais como:

  • O medo de alguém
  • Medo dos outros (paranóia)
  • Medo da morte
  • Medo de insetos (principalmente aranhas, moscas e besouros)
  • Medo de lugares fechados
  • Medo de ratos
  • Medo de cobras
  • O medo de deformidade
  • Medo do escuro

Stephen King deixa suas obras ricas em detalhes, uma característica muito comum de suas obras é fazer parecer que são independentes, porém, muitas vezes são ligadas por personagens secundários, cidades fictícias ou referências aos eventos de livros anteriores.

Saiba o motivo que levou Stephen King se tornar Richard Bachman

No início da carreira de Stephen King, os editores costumavam dizer que ele limitou a escrever um livro por ano, no máximo. Então publicar mais de um não seria aceitável pelo público.  Stephen King queria escrever com um outro nome afim de aumentar a publicação sem saturar o mercado com sua “marca”. Ele convenceu seu editor, Signet Books, para imprimir os romances sob um pseudônimo.

King, porém,  não afirma que Bachman foi uma tentativa de fazer sentido fora de sua carreira e tentar responder à questão de saber se o seu sucesso ocasionou-se ao talento ou a sorte. Em um de seus livros, como autor Bachman, após ser desvendado que era Stephen King o escritor, foram vendidos dez vezes mais.

O pseudônimo foi escolhido em homenagem ao autor Donald E. Westlake com pseudônimo Richard Stark. O sobrenome era em honra ao  Bachman-Turner Overdrive, uma banda de rock and roll que  King estava ouvia na época.

Poucas pessoas sabiam que Richard Bachman era Stephen King. A descoberta ocorreu eventualmente por Steve Brown, vendedor que trabalhava meio período em uma livraria. Ele suspeitou que King era de fato o Bachman e o enfrentou com sua descoberta.

Veja algumas das obras do Stephen King:

Aqui encontra-se várias obras do Stephen King.

Agora para quem pensa que acabou, além de escritor, Stephen King é músico juntamente com outras estrelas literárias.

band_drawingConfira o som dos escritores ‘metidos’ a músicos abaixo:

É… acho que ele sinceramente não canta tão bem quanto escreve =P

Anúncios