O livro  de Robert Gendler, Capturing the Stars: Astrophotography by the Masters,  composto por imagens tiradas por 30 fotógrafos profissionais e amadores que são especializados em registros de cometas, galáxias, nebulosas e astros do espaço. O livro apresenta as técnicas usadas para captura das imagens, inclusive informações sobre os fotógrafos.

Todas as imagens foram organizadas por Robert Gendler, sendo ele um dos astrônomos amadores mais venerados do mundo. Ele também já escreveu uma introdução sobre a fotografia espacial. (BBC)

Astrologia1Essa Aurora Boreal foi fotografada por Arne Danielse em 8 de novembro 8 de 2004, na cidade de Langhus, na Noruega. (Todas as imagens estão do livro ‘Capturing the Stars: Astrophotography by the Masters, de Robert Gendler)

Astrologia2Esta imagem mostra não só as constelações de Cygnus e Lyra como a Via Láctea no verão do hemisfério norte, além de várias outras nebulosas como a Norte-Americana, a Gamma Cygni e a Veil (véu). (Foto: Bill and Sally Fletcher)

Astrologia3O Cometa Hyakutake foi descoberto pelo astrônomo amador japonês Yuji Hyakutake em 1996. A cauda do astro tem 580 milhões de quilômetros, a mais longa entre os cometas conhecidos. (Foto: Bill and Sally Fletcher)

Astrologia4

Nesta imagem, o céu azul foi artificalmente removido da proximidade da superfície do sol para revelar as gradações de verde no halo mais interior, a “verdadeira cor do sol”. (Foto: Miloslav Druckmüller)

Astrologia5Os arcos que aparecem ao redor do sol nesta imagem são criados por matéria gasosa expelida da superfície, mas atraída por seu potente campo magnético. (Foto: Thierry Legault)

Astrologia6O fenômeno fotogrado durou poucos segundos, pouco antes do eclipse lunar total, quando “contas” de luz solar ainda podiam ser vistas. O astrônomo inglês Francis Baily observou o fenômeno em 1836. (Foto: Fred Espenak)

Astrologia7Brilhando com a luminosidade de 40 mil sóis, a estrela supergigante Antares expele matéria, o que cria a imensa nuvem amarela que parece engolir a estrela. (Foto: David Malin)

AstrologiaNesta imagem, pode-se ver os restos de uma estrela supernova que já foi enorme no passado. Parte da energia expelida pelos gases da estrela é liberada na forma de luz visível. (Foto: David Malin)

Astrologia8Essa bolha cósmica gigantesca foi apelidada de nebulosa Bolhas (NGC 7635) e tem seis anos luz de largura. Ela foi formada pelos violentos ventos provocados por uma estrela supergigante no seu centro. (Foto: Russell Croman)

Astrologia9

A IC 1396 é uma enorme nebulosa na constelação de Cepheus. A foto destaca o glóbulo IC 1396A, uma escultura marcante produzida pela radiação de estrelas próximas. (Foto: Johannes Schedler)

Anúncios