Quem foi Bram Stoker?

Abraham “Bram” Stoker nasceu no dia 8 de novembro de 1847 na Irlanda e faleceu  no dia 20 de Abril 1912 na Inglaterra. Ele foi um romancista e autor de contos, mais famoso atualmente por seu romance gótico Drácula. Durante sua vida, ele era mais conhecido como o assistente pessoal do ator Henry Irving e gerente de negócios do Lyceum Theatre em Londres, o qual Irving era proprietário.

Quais são as principais características de sua obra?

Antes de escrever Drácula, Bram Stoker passou vários anos pesquisando o folclore europeu e histórias mitológicas dos vampiros. Dracula é um romance epistolar, escrito como uma coleção de formato realista, mas totalmente fictícia, possui entradas ao diário, telegramas, cartas, registros do navio e recortes de jornais. Todos os citados acrescentaram um nível de realismo detalhado de sua história, uma habilidade que desenvolveu como um escritor de jornal. No momento da sua publicação, foi considerado um “romance de horror simples” baseado em criações imaginárias da vida sobrenatural. “Ele deu forma a uma fantasia universal… E se tornou parte da cultura popular.”

Segundo a Encyclopedia of World Biography, as histórias de Stoker são hoje incluídas dentro das categorias de “ficção de horror”, histórias “góticas romantizadas”  e “melodrama.” Suas obras são classificados junto de outras “obras de ficção popular”, como Frankenstein de Shelley que, segundo o historiador Jules Zanger, também usou o “mito de decisões” e com histórias usando o método de ter “narradores múltiplos” citando o mesmo conto com perspectivas diferentes. “Eles não podem estar mentindo”, pensa o leitor.

Stoker tinha um forte interesse na ciência e na medicina e uma crença no progresso. Alguns dos seus romances como A Dama do Sudário (1909) pode ser visto como ficção científica precoce.

Quem foram suas influências?

John Polidori, Sheridan Le Fanu.

Quem foram os influenciados?

Stephen King, Anne Rice, Miroslav Šustek.

Curiosidades:

– Em 1878, Stoker casou-se com a magnífica Florença Balcombe, filha do tenente-coronel James Balcombe de 1 Marino Crescent, a qual era para ter sido esposa de  Oscar Wilde. Stoker tinha conhecido Wilde em seus dias de estudante, tendo-lhe proposto para a adesão da universidade Philosophical Society, enquanto ele era presidente.

– Inspirações Stoker para a história de Drácula, além de Whitby, pode ter incluído uma visita ao Castelo Slains em Aberdeenshire, uma visita à cripta de St. Michan’s Church in Dublin e  na novela Carmilla de Joseph Sheridan Le Fanu.

Anúncios